Produtos quilombolas do Maranhão ganham selo de qualidade para elevar vendas

Produtos quilombolas do Maranhão ganham selo

Em mais uma ação alusiva ao Dia da Consciência Negra, comemorado no último dia 20, o Governo do Maranhão lançou nesta quarta-feira (21) o selo de origem Quilombos do Maranhão. Além do local de produção, a marca atesta a qualidade dos produtos. Na cerimônia de lançamento, realizada no Palácio dos Leões, também foram entregues nove motocicletas a municípios que desenvolvem ações de igualdade para populações de matriz africana.

“É um selo de referência em relação à origem social e também à qualidade. A partir de amanhã, todas as comunidades quilombolas que têm produção local podem nos procurar para serem acompanhados pela inspeção estadual, federal e municipal”, disse o secretário de Igualdade Racial (Seir), Gerson Pinheiro.

Selo

Instituído por decreto estadual, o selo é fruto da ação conjunta entre as secretarias de Igualdade Racial (Seir), de Direitos Humanos e Participação Popular (Sehdipop), de Agricultura Familiar (SAF) e do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – ITERMA. Os benefícios vão muito além da identificação da origem.

“Esse selo vai fortalecer ainda mais a comercialização dos nossos produtos, que já é muito aceita na região, mas agora tem essa garantia que vai contribuir com a qualidade de vida dos associados”, disse Walter dos Santos, morador da comunidade quilombola Pequi da Rampa, de Vargem Grande.

Produtos quilombolas do Maranhão ganham selo

Na localidade, vivem cerca de 250 pessoas. Mais de 130 se envolvem diretamente na produção. Com a certificação, as vendas que eram realizadas em praças e calçadas agora poderão ser feitas em Centro de Comercialização específico.

“Agora a gente vai criar um ponto de comercialização na sede do município, que vai ter o selo de Pequi da Rampa e que vai beneficiar toda a região, porque outras comunidades também poderão vender nesse centro”, disse Walter.

Rede de proteção

Os municípios de Alcântara, Icatu, Serrano, Bacabal, Peritoró, Lima Campos, Santa Rita, Itapecuru, Monção e Anajatuba foram beneficiados com nove motocicletas. Os veículos entregues pelo Governo do Estado irão equipar as secretarias e/ou departamentos municipais de Igualdade Racial, contribuindo com a melhoria do atendimento das comunidades quilombolas destes municípios.

O prefeito Maguila, de Serrano do Maranhão, afirmou que o novo veículo vai facilitar as ações de diagnóstico, especialmente nas comunidades mais afastadas da sede.

Motos vão ajudar a desenvolver ações de igualdade racial

“Esse é um momento importante para o município de Serrano, que tem 98% da população negra. Com o apoio que o Estado está dando para o movimento, vai ficar mais fácil para nossa Secretaria de Igualdade Racial acompanhar e diagnosticar as necessidades dessas comunidades”, disse o prefeito.

Patrulha Negro Cosme

Também na ocasião, o titular da Seir anunciou a organização de um grupamento militar especializado na proteção de comunidades quilombolas e no combate à intolerância religiosa e conflitos agrários.

A formação da Patrulha Negro Cosme está sendo realizada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) com o apoio de entidades e universidades. A ação envolve a capacitação e destacamento de policiais para atenção às questões raciais.

“O nome é uma homenagem ao herói Cosme Bento das Chagas. Essa patrulha está sendo preparada para que aprenda a lidar com as comunidades quilombolas, o Estado vai ter um grupo especializado para lidar com essas situações e levar a proteção”, concluiu Gerson.

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *