Flávio Dino não teve coragem de encarar o povo de Bequimão e Central

Sem ter o que falar para a população de Bequimão e Central do Maranhão, Flávio Dino nem passou pelas cidades

Após tentar enganar a população de Bequimão e Central do Maranhão às vésperas das eleições para prefeito em 2016, o governador Flávio Dino não teve coragem de fazer campanha naqueles municípios nas eleições deste ano. Flávio Dino ainda passou pela cidade de Central do Maranhão, mas não teve coragem de descer do carro, já que ele além de enganar a população com a promessa da ponte, ainda mandou apreender muitas motos de trabalhadores.

Em 27 de setembro de 2016 Flávio Dino prometeu construir uma ponte que liga Bequimão ao município de Central do Maranhão, e entregar a obra em 22 meses, só que já se passaram 2 anos e até agora o sonho está muito distante da realidade, já que a obra anda a passos de tartaruga e deve ser usada novamente nas eleições de 2020 para tentar enganar os eleitores da região.

Dos R$ 68 milhões da obra, a empresa já recebeu mais de R$ 16 milhões e a obra anda crua, e muito longe de se tornar realidade. Sem argumento para pedir voto em Bequimão Flávio Dino sequer compareceu nas caminhadas realizadas por seus apoiadores. De acordo com um aliado de Flávio Dino em Bequimão, que foi questionado por um jornalista do Portal G7, o governador deu um calote nos bequimãoenses. “Até que acreditava nesse governador, parecia um político diferente, mas percebi que é farinha do mesmo saco. Não votarei para esse governador mentiroso e muito menos pedirei votos para esse moço. Ele fez a ponte do Balandro, mas não pagou nosso conterrâneo que construiu a ponte. E olha que o dinheiro foi deixada por Roseana Sarney. Além de mentiroso, é caloteiro. Você me conhece e sabe que não tolero mentiroso, que não tolero bandido. Faço parte do grupo de oposição há vários anos em Bequimão, e desafio alguém falar que não tenho palavra, que dei calote em alguém. Fiz muitas festas, mas nunca fiquei devendo alguém. Homem que é homem precisa ter palavra e falar a verdade. Não basta falar, tem que cumprir com a palavra, custe o que custar. Por isso não voto em Flávio Dino, estão zangados comigo, mas todos já me conhecem”, destacou o líder comunitário.

A reclamação desse aliado de Flávio Dino é o reflexo da população maranhense, que ficou decepcionada com uma gestão pífia, arrastada e maquiada. Em Bequimão uma das “Obras” que Flávio Dino colocou em sua lista de IEMA, funcionava um pólo da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e hoje funciona cursos básicos de 30h, que não coloca ninguém no mercado de trabalho ou abre oportunidades de empreendedorismo, já que depois do curso não tem incentivo.

Em Central do Maranhão uma moradora falou para nossa reportagem através de WhatApp e deixou bem claro que a população de Central, está decepcionada com Flávio Dino. “Ele passou aqui e nem desceu do carro. Acho que ficou com medo de descer, também o tanto de moto que mandou tomar aqui. Meu voto é para Roseana. Na minha família ninguém vota para Dino. Deus me livre votar para Flávio Dino. Ele tomou muitas motos aqui em Central”, destacou a eleitora de Central.

FONTE: G7MA.COM

 

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *