Bom dia Brasil destaca mal uso do dinheiro público na Prefeitura de Anajatuba, no Maranhão

Prefeito Sidney Costa Pereira (PC do B)
De acordo com as investigações, enquanto escolas estão sendo fechadas por falta de dinheiro, milhões de reais são gastos em licitações suspeitas.

Foi destaque no Bom Dia Brasil desta sexta-feira (13) uma série de investigações que apuram denúncias de irregularidades na Prefeitura da cidade de Anajatuba, a 137 Km de São Luís. Constam nas investigações o fechamento de escolas por falta de dinheiro e milhões de reais gastos em licitações suspeitas.

O promotor de justiça, Carlos Augusto Soares, já propôs ação de improbidade administrativa contra o Prefeito do município, Sidney Costa Pereira (PC do B), requerendo o afastamento do gestor público do cargo pelo prazo mínimo de 180 dias.

A ação pede também a perda do cargo, suspensão dos direitos políticos por cinco anos e pagamento de multa de 100 vezes o salário recebido pelo prefeito.

A apuração dos fatos, feita por meio de inquérito civil público instaurado pela promotoria de justiça, apontou que Sidney Pereira deixou de encaminhar ao Poder Legislativo daquele município, a pedido dos vereadores, Edvan Sanches, Luís Fernando Soares, Emanoel da Costa Fernandes e Edinilson dos Santos Dutra, todos os processos administrativos de exigibilidade e inexibilidade de licitação referentes aos anos de 2016 ao ano de 2018, com pareceres técnicos da controladoria interna e da comissão central e permanente de licitação, com seus respectivos relatórios, bem como todos os expedientes através de carta convite e demais exigências legais enviadas aos interessados na participação de concorrência pública de licitação no fornecimento de merenda escolar, combustíveis para abastecimento da frota de veículos a serviço do Poder Executivo e suas Secretarias, além de outros setores da administração pública.

O mesmo vem se negando ao longo do tempo a cumprir os requerimentos da Câmara Municipal, inviabilizando a atuação dos parlamentares no tocante ao poder fiscalizatório.

Diante de farta prova, chega-se à conclusão de que o prefeito municipal e possivelmente outros veiculados à administração pública, instituíram verdadeira organização criminosa devidamente articulada para fraudar o erário e obter vantagens, afirmou o promotor na ação.

A maioria da população aguarda que a decisão seja favorável ao afastamento, já que os moradores tem sido castigados pela péssima administração do Prefeito Sidney Pereira, que desde que assumiu o comando da prefeitura, em janeiro de 2017, a cidade segue aos trancos e barrancos.

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *