Peri Mirim: Creche abandonada por gestões anteriores continua sem solução na gestão de Heliezer Soares


Em Peri Mirim, o descaso e o desrespeito com o povo e com o patrimônio público vêm servindo de cartão postal para quem entra e sai da cidade, pelo bairro Campo de Pouso, se deparando com uma Creche que abandonada a anos, um verdadeiro desperdício de dinheiro público.

Já se passaram vários prefeitos e a realidade da creche ainda é a mesma, abandonada, se deteriorando sem manutenção, cheia de mato dentro e fora da construção e nenhum cronograma da atual gestão sobre quais seus planos para com a obra.

Recentemente o vereador Charles Antoine usou suas redes socias para denunciar o descaso com o intuito de forçar a gestão do Prefeito Heliezer Soares a adotar medidas de conservação e preservação da obra, com objetivo que um dia ela possa servir a população do município.

O vereador apresentou ao executivo proposta para que o mesmo promova a limpeza e a manutenção da estrutura das obras da creche.

A obra se encontra paralisada a mais de uma década e segundo o vereador ainda existe a possibilidade de a creche ser finalizada, porém, para isso, a Prefeitura deveria se atentar em manter o local limpo e vistoriado periodicamente para evitar que o prédio venha a se perder com a degradação do tempo e a falta de manutenção.

A pergunta que fica expressa é: será que à atual gestão tem interesse em fazer diferente das anteriores e terminar a obra e entregar a população de Peri Mirim?

Uma coisa é certa, o prefeito é aliado do Governador Flávio Dino (PSB-MA), do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto (PC do B-MA), e do deputado federal Zé Carlos (PT-MA), todos esses estão no poder e podem ajudar financeiramente o prefeito a concluir essa e muitas outras obras abandonadas dentro do município. Uma coisa é certa, ano que vem todos eles estarão pedindo o voto do povo de Peri Mirim.

Via Joerdson Rodrigues

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *