Cidade sem coleta de lixo, trabalhadores explorados e salários atrasados ganham destaques em Peri Mirim


Recebemos várias denúncias de moradores de Peri Mirim, na quarta-feira, 22 de setembro, reclamando da falta de coleta de lixo na cidade, alguns alegam que já é um problema recorrente que até o determinado momento está sem solução mesmo com o conhecimento do gestor e sua equipe.

Buscamos investigar o que poderia está acontecendo para que o problema continuasse a persistir e descobrimos de fontes anônimas que o grande problema parte da falta de combustível para os veículos da prefeitura, que por sua vez não estaria realizando pagamento em dias do fornecedor de combustível com uma dívida que já estaria passando a casa dos R$ 200 mil.

O posto de combustível que fornece para a prefeitura, mesmo no prejuízo de alguns milhares de reais ainda estaria liberando combustível somente para às ambulâncias, tendo em vista a importância desse serviço para à população.

Outro grande problema e vemos como mais grave é a exploração dos trabalhadores da limpeza urbana que se mesmo trabalhando de forma exaustiva estão com mais de 2 meses de salários atrasados, e nos foi revelado que o dinheiro pago pela empresa para esses trabalhadores é menos que um salário mínimo eles não têm carteira de trabalho assinada, não tendo assim seus direitos trabalhistas garantidos.

A informação que obtivemos é que esses trabalhadores estão recebendo R$ 600,00 por mês sem carteira assinada, sem pagamento da contribuição do INSS, pagamento de FGTS e adicional de insalubridade de 40% em grau máximo, ou seja, adicional de 40% do salário mínimo aos coletores de lixo e gari diante da exposição a agentes prejudiciais à saúde por meio de lixo urbano, como é previsto pelo artigo 189 da CLT e pela NR-15 garantindo a esses trabalhadores esse direito. Por auto um trabalhador deveria está recebendo liquido uns R$ 1.500,00.

CONTRATO DA EMPRESA


PREÇOS DOS SERVIÇOS

 O certo é que os problemas estão se acumulando cada vez mais e não aparecem soluções muito menos justificativas do prefeito e sua equipe.

Fica evidente a exploração de trabalhadores, calote em fornecedor esse que já é taxado marca do governo, falta de compromisso com o povo e seus problemas e 2022 está batendo na porta para pedir voto aos que apoiam esses desmandos em Peri Mirim.

Destacamos aqui o empenho do vereador de oposição, o Dr Charles Antoine, que já protocolou junto a presidência da Câmara municipal providências, mas vale ressaltar que o presidente é irmão do prefeito, pouca coisa pode sair daí.

Via JOERDSON RODRIGUES 
Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *