Facebook
Twitter
Instagram
19 de outubro de 2017

SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE PERI-MIRIM RECEBE TERRENO DE 150m2 DOADO PELO EMPRESÁRIO ALCIDES SODRÉ.

Fundado em 10 de janeiro de 2010, o SINDIPROESPEM Sindicato dos Profissionais da Educação e Servidores Públicos Municipais de Peri Mirim, recebeu um terreno com 150m2 situado no povoado Miruiras na zona rural de Peri-Mirim. O terreno foi doado pelo Empresário Alcides Sodré que, reconhecendo os esforços da entidade e na importância dos servidores municipais para o desenvolvimento do Município, presenteou a todos com esse espaço que servirá de Área de lazer para os filiados do SINDIPROESPEM. Hoje, com 280 filiados e, como presidente o Prof. Nilson França Oliveira e vice o Prof. Lourivaldo Diniz Ribeiro, a  entidade já garantiu muitos direitos as categorias como: Garantia de  quinquênio a  todos os  servidores; O cumprimento em partes da lei 11.638/2008; Implantação do  plano de  cargo e salários em  2012; Implantação e  implementação do  PME; Luta pela implantação do Piso Nacional para os Professores e muitos outros direitos que estão em processo de garantia junto a Administração atual.
Facebook
Twitter
Instagram
19 de outubro de 2017

Juçara, Feirinha e as polêmicas de São Luís.

POR GERALDO CASTRO –  Na segunda feira ao apresentar o programa Abrindo o Verbo, na Rádio Mirante AM, iniciei a semana com uma polêmica a respeito da Festa da Juçara que este anos completa 48 anos de existência. Tudo começou por causa da reclamação de um ouvinte da Emissora sobre os preços praticados no evento, desde o estacionamento até o preço do produto comercializado no parque. Ora, vai pra festa quem gosta e quem está disposto a experimentar um momento diferente no seu cotidiano, saindo da cidade e indo à Zona Rural com a família. Se a Juçara está sendo cobrada a um preço “salgado” como se manifestou o ouvinte, ele não levou em conta os demais ingredientes que acompanham esta fruta tão tradicional no Maranhão e na Região Amazônica. Reclamar por reclamar. Festejo tradicional no calendário de manifestações culturais de São Luís, a Festa da Juçara é realizado no bairro Maracanã há quase meio século, estando exatamente na 48ª edição, criada pela saudoso Rosa Mochel no bairro do Turu. Hoje com o advento da Associação dos Amigos do Parque da Juçara, presidido pela jovem Mayara Marques, a neta de Dona Cotinha, […]
Facebook
Twitter
Instagram
19 de outubro de 2017

O SILÊNCIO DOS EXCLUÍDOS

O governador Flávio Dino em entrevista ao programa de rádio comandado por blogueiros aliados, na Difusora, emissora de apoio ao Governo   Em editorial, o jornal Vias de Fato citou uma entrevista concedida pelo governador Flávio Dino (PCdoB), logo após sua eleição, ao programa Observatório da Imprensa (TV Brasil), quando ele afirmava que a comunicação de seu governo seria executada “de maneira profundamente democrática” como um “modo autêntico de romper com a oligarquia”. Faltando pouco mais de um ano para o encerramento do mandato, o atual governo tem repetido o modelo “chapa branca” da comunicação de seus adversários. TVs e rádios de aliados políticos são contempladas com comerciais governamentais enquanto os povos tradicionais, como a comunidade de Cajueiro, localizada na zona rural da capital, ameaçada pela construção de um porto, um Terminal de Uso Privado não são sequer citados. Nos releases oficiais, somente a declaração do governador, durante o acordo com a gigante chinesa que participa da execução da obra: “o nosso país é uma grande nação e vocacionada a realizar o bem-estar do seu povo”. Nenhuma linha com a opinião dos moradores prestes a serem expulsos de suas terras […]
Facebook
Twitter
Instagram
19 de outubro de 2017

TRE condena prefeito de Mirinzal por uso de templo religioso na campanha de 2016

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) confirmou a sentença do Juízo Eleitoral de Guimarães que condenou o prefeito de Mirinzal, Jadilson Coelho, por uso de templo religioso na campanha do ano passado. A sentença do juízo da 30ª Zona Eleitoral julgou procedente a Representação ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e condenou Jadilson a multa no valor de R$ 4 mil por entender que houve realização de propaganda eleitoral em culto religioso durante a campanha, cujo templo é bem equiparado a de uso comum do povo. Influência religiosa O uso da influência religiosa na campanha de 2016 pelo candidato Jadilson, intitulado por muitos como “o candidato de Deus” se propagou com muita intensidade. O fato culminou em um culto realizado no anexo da igreja Assembleia de Deus (Anexo Pastor Teles), onde o então candidato foi apresentado aos seguidores daquela denominação como o candidato e posteriormente prefeito de Mirinzal. A decisão A condenação em primeira instância foi recorrida por Jadilson, alegando que foi falado apenas “genericamente” do processo eleitoral de 2016. Segundo a defesa do prefeito, lá não foram distribuídos materiais de campanha, não houve divulgação de plataformas políticas, não […]
Facebook
Twitter
Instagram