8 de novembro de 2017

William Waack é afastado do Jornal da Globo

Jornalista é acusado de ter feito comentários racistas, fora do ar, durante cobertura das eleições americanas. Waack diz não se lembrar do episódio e pede desculpas. A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida. Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista. Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação. William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos.
Facebook
Twitter
Instagram
8 de novembro de 2017

Trinta casos de feminicídio registrados, só este ano, no Maranhão

Segundo a titular da Delegacia da Mulher, esse número ainda pode aumentar. Segundo Wanda Moura, a incidência desse tipo de violência é fruto de uma cultura machista preservada em nossa sociedade, sendo necessário desconstruir essa cultura. (Foto: Divulgação) SÃO LUÍS – Trinta! Esse é o número de casos de feminicídio registrados, só este ano, no Maranhão. A informação foi divulgada, nesta quarta-feira (8), pela delegada Wanda Moura Leite, que é titular da Delegacia da Mulher (DEM), em São Luís. A delegada, em entrevista à rádio Mirante AM, falou da importância de classificar o crime corretamente, para que os dados sobre esse tipo de violência sejam mais concretos. “Ao instaurar o inquérito policial, quem preside a investigação tem que fazer a tipificação correta do crime como feminicídio e não simplesmente como homicídio. Enquanto que o homicídio, na maioria das vezes, decorre da violência urbana, o crime de feminicídio é praticado pelo simples fato da vítima ser mulher, ou porque o agressor quer estuprar, porque tem ciúmes… É uma circunstância qualificadora que deve ser levada em consideração”, explica. Ainda segundo Wanda Moura, a incidência desse tipo de violência é fruto de uma cultura […]
Facebook
Twitter
Instagram
8 de novembro de 2017

Nenhum banco aparece, e governo adia licitação da folha de pagamento

A Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan) confirmou ontem (8), em nota, que precisou adiar a licitação para contratação da instituição financeira que assumirá os serviços bancários referentes ao pagamento da folha de salários dos servidores ativos, inativos e pensionistas da administração estadual do Maranhão. O certame deveria ter ocorrido na tarde de terça-feira (7), mas nenhum banco apareceu para apresentar proposta. “A Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan) informa que a licitação foi declarada deserta, ou seja, nenhuma instituição financeira compareceu. Sendo assim, a licitação será remarcada para uma data oportuna”, diz o comunicado oficial. Segundo o edital, o governo Flávio Dino (PCdoB) estima conseguir captar no mínimo R$ 215 milhões ao entregar a folha de pagamento do Estado a um novo. Esse é o valor do lance mínimo permitido pelo edital. Como a disputa será do tipo “maior lance”, é provável que a empresa vencedora pague mais do que o previsto em edital. Nos bastidores, comenta-se que o Bradesco seria o vencedor. E que o dinheiro arrecadado no certame será usado pelo comunista para honrar o 13º salários dos servidores estaduais. Agora, sem licitação, pelo menos por ora, […]
Facebook
Twitter
Instagram
8 de novembro de 2017

A maior obra literária da Baixada Maranhense vem aí! Lançamento do livro “Ecos da Baixada”.

Capa do livro Ecos da Baixada Na próxima terça-feira (14/11) ocorrerá o lançamento da obra intitulada “Ecos da Baixada: coletânea de artigos e crônicas sobre a Baixada Maranhense”. O evento será realizado na sede da AABB (Calhau), a partir das 18 horas. O livro foi organizado pelo escritor Flávio Braga e os textos são assinados por 32 coautores, naturais ou vinculados afetivamente à Baixada Maranhense. Flávio Braga, organizador do livro A mencionada coletânea inaugura o catálogo de publicações do selo editorial “edições FMDB”, projeto literário concebido pelo Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM), entidade da sociedade civil, sem fins lucrativos, com atuação na Capital e nos municípios da Baixada Maranhense e do Litoral Ocidental Maranhense. A publicação congrega uma plêiade de escritores baixadeiros, uns noviços e outros já consagrados no mundo das letras, amantes de sua região de origem, que, a despeito da riqueza natural, da diversidade multifacetada de mar, rios, lagos, terra, campos, flora e fauna, de ostentar uma riquíssima cultura – até um sotaque peculiar, um léxico de palavras únicas – continua amargando o esquecimento e um desenvolvimento espasmódico que alcança, só precariamente, a sua gente laboriosa. […]
Facebook
Twitter
Instagram