6 de dezembro de 2018

Oportunidade de emprego em Pinheiro com a chegada do Mix Mateus

Estamos chegando, Pinheiro! E temos mais de 300 vagas para os seguintes cargos: açougueiro, auxiliar de açougue, auxiliar de produção, auxiliar de CPD, auxiliar de loja II (operador de caixa), assistente de RH, balconista, cartazista, conferente, faturista, fiscal de caixa, fiscal de prevenção de perdas, forneiro, locutor, operador de empilhadeira, peixeiro, técnico em manutenção, vendedor de balcão. Cadastre o seu currículo em nosso site pelo link http://curriculo.grupomateus.com.br/#/ para participar da seleção
Facebook
Twitter
Instagram
6 de dezembro de 2018

Comissão lê relatório favorável a criação da Zona de Exportação do Maranhão

Proposta do senador Roberto Rocha transforma São Luís em área de livre comércio e incentivos econômicos para exportação Foi lido na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado o parecer favorável ao Projeto de Lei 319/2015, que cria a Zona de Exportação do Maranhão (ZEMA). A proposta de autoria do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) declara a Ilha de São Luís em área de livre comércio com o exterior, permitindo que empresas nacionais e internacionais se instalem em solo maranhense e recebam incentivos econômicos para produção de bens e serviços a serem comercializados no mercado internacional. Em seu relatório, o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) disse que a ZEMA cria condições especiais para tornar a região atrativa para novos investimentos com foco no mercado externo. “Não há dúvida de que o projeto se tornar lei vai contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento econômico e social do Maranhão e do país”. Embora os incentivos econômicos sejam para a capital São Luís, a proposta também beneficia a região Centro-Norte, que poderá produzir bens com matérias-primas que chegam ao mercado internacional, por meio do Complexo Portuário do Itaqui. Ao apresentar subemenda ao texto do projeto, o parlamentar […]
Facebook
Twitter
Instagram
6 de dezembro de 2018

Calçadão da Ponta D’Areia terá que ser desocupado em 180 dias.

Calçadão, localizado na praia da Ponta d’Areia. A Justiça do Maranhão determinou que o Município de São Luís adote no prazo de 180 dias medidas necessárias para que seja retomado o uso público do calçadão e da Praça do Sol, localizados na praia da Ponta d’Areia, situados na capital. Deferiu a sentença o juiz Douglas de Melo Martins da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca de São Luís. A decisão, que foi baseada em uma Ação Civil Pública (ACP) movida pelo Ministério Público do Maranhão (MP-MA), ressalta que a Prefeitura da capital deverá realizar o recadastramento dos comerciantes elaborando e firmando contratos de concessão ou permissão, com cláusulas específicas. Entre as cláusulas imposta pela Justiça estão a proibição de obstáculos na calçada e nos trechos próprios para o uso público e, ainda, a proibição de venda de bebida alcoólica em determinados horários e locais. De acordo com órgão ministerial, a ocupação da Praça do Sol e da calçada da Ponta d’Areia, como barracas terceirizadas e barraquinhas de venda de coco deve ser regida por contrato de concessão ou permissão. “Somente com esses contratos será possível estabelecer critérios de […]
Facebook
Twitter
Instagram
5 de dezembro de 2018

URGENTE! Flavio Dino consegue aprovar aumento de impostos no MA

Os deputados da base de oposição retardaram o quanto puderam – e até contaram com apoio popular nas galerias -, mas a base aliada ao governador Flávio Dino (PCdoB) na Assembleia Legislativa fez valer sua força e aprovou o projeto de lei de autoria do Executivo que propõe novo aumento de impostos em várias áreas no Maranhão.  Envergonhados, no entanto, os governistas rejeitaram um requerimento do deputado Adriano Sarney (PV) para que a votação fosse nominal e, assim, ficasse mais fácil identificar quem apoiou e quem foi contra a matéria. Segundo a proposta do governo, a maior alta, assim que a base aliada aprovar a proposta, se dará nas operações de produtos como gasolina, refrigerante, energéticos, isotônicos, embarcações de esporte e de recreação – inclusive esquis aquáticos, kites e jets skis -, rodas esportivas para automóveis e drones, por exemplo.  Para essas categorias, o ICMS a ser cobrado passa de 25% para 28,5%.  Além disso, o governador quer acrescentar óleo diesel e biodiesel à lista de produtos que recebem um adicional de dois pontos percentuais na alíquota do mesmo ICMS. Nesse caso, o imposto sobre esses produtos subiria de 16,5% […]
Facebook
Twitter
Instagram