22 de outubro de 2017

DIQUES DA BAIXADA MARANHENSE: Realidade ou Ficção?

Por: Luiz Alexandre Raposo A ideia já é antiga, pois vem desde a década de 80, quando o Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS) criou um projeto que objetivava a construção de barragens e diques, na Baixada Ocidental Maranhense, para evitar a fuga das águas doces ao fim do período chuvoso e impedir a invasão das águas salgadas, durante a estiagem. Na época, o projeto almejava beneficiar 21 municípios da região. Águas Perenes – Durante o governo Jackson Lago, o movimento pela retenção da  água doce na Baixada foi reativado, o que motivou uma audiência pública, realizada em São Vicente Férrer, em 14/12/2007.  Amplamente noticiado pelos rádios e jornais como “o sonho dos baixadeiros” que seria finalmente realizado, foi batizado inicialmente como “Projeto Águas Fujonas”. Basicamente o projeto consistia nas seguintes obras: construção de uma barragem no rio Maracu, em Cajari, a fim de evitar a salinização do lago de Viana (comportas mecânicas reteriam a água doce do lago e impediriam a entrada de água salgada durante as marés elevadas); construção de um dique de contenção das águas num percurso de 70 km, com 21 vertedouros, que iriam de Cachoeira até […]
Facebook
Twitter
Instagram
19 de outubro de 2017

O SILÊNCIO DOS EXCLUÍDOS

O governador Flávio Dino em entrevista ao programa de rádio comandado por blogueiros aliados, na Difusora, emissora de apoio ao Governo   Em editorial, o jornal Vias de Fato citou uma entrevista concedida pelo governador Flávio Dino (PCdoB), logo após sua eleição, ao programa Observatório da Imprensa (TV Brasil), quando ele afirmava que a comunicação de seu governo seria executada “de maneira profundamente democrática” como um “modo autêntico de romper com a oligarquia”. Faltando pouco mais de um ano para o encerramento do mandato, o atual governo tem repetido o modelo “chapa branca” da comunicação de seus adversários. TVs e rádios de aliados políticos são contempladas com comerciais governamentais enquanto os povos tradicionais, como a comunidade de Cajueiro, localizada na zona rural da capital, ameaçada pela construção de um porto, um Terminal de Uso Privado não são sequer citados. Nos releases oficiais, somente a declaração do governador, durante o acordo com a gigante chinesa que participa da execução da obra: “o nosso país é uma grande nação e vocacionada a realizar o bem-estar do seu povo”. Nenhuma linha com a opinião dos moradores prestes a serem expulsos de suas terras […]
Facebook
Twitter
Instagram
18 de outubro de 2017

PP vai inaugurar nesta sexta-feira sua primeira obra: o Ginásio Costa Rodrigues

De nada adianta o PT espernear pelo fato do ex-secretário da Sedel, Márcio Jardim, ser exonerado na semana da inauguração do Ginásio Costa Rodrigues. A praça esportiva terá agora a marca do Partido Popular, dono da obra. Partindo do critério comunista de quem colocou o último tijolo e descerrou a placa é o autor da obra pronta, nada mais justo que ao PP seja dado o rconhecimento O Governo do Estado já distribuiu o convite para a inauguração do ginásio, que, na verdade, vem sendo reformado desde o período de Roseana Sarney. Então, no dia 20 deste, depois de amanhã, teremos partidas finais da etapa infanto do handebol, vôlei, basquete e futsal dos JEMs 2017.   Então, além de perder a Sedel, o PT local ficou sem a obra, que agora entra para a história como realizada pelo PP do deputado Fufuquinha. Afinal, o Costa Rodrigues será inaugurado na sexta-feira pelo novo secretário.
Facebook
Twitter
Instagram
17 de outubro de 2017

Prefeitura de São Luís e Governo do Maranhão, agora cada um com seu elefante branco!

O Governo do Estado vai realizar na próxima quinta-feira (19) um pregão presencial para a escolha da empresa que irá reformará o Edifício João Goulart, localizado na Avenida Pedro II, onde por muitos anos funcionou a superintendência da Previdência Social. O acordo de cooperação técnica com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi assinado nesta segunda-feira (16), pelo secretário de Governo, Antônio Nunes, e o superintendente do órgão, Márcio Itapary. No local vão funcionar secretarias e outros órgãos estaduais que atualmente geram despesas ao Estado com alugueis, o que vai representar uma economia considerável aos cofres públicos, conforme entendimento do secretário Antônio Nunes. “Desocuparemos prédios que são locados, diminuindo custos e gerando economia para a gestão do Governo do Estado”, acrescenta. Até aí, tudo bem, se não fosse essa mesma patetice e enganação que aconteceu em 2009, quando o prefeito de São Luís João Castelo anunciou que o antigo prédio do Banco do Estado do Maranhão (BEM), localizado na capital maranhense, seria transformado em centro administrativo da Prefeitura. Na ocasião da assinatura do Termo, o prefeito João Castelo entregou ao representante do banco, a título de indenização, o cheque de R$ 1.543.236, […]
Facebook
Twitter
Instagram