7 de março de 2018

Caminhoneiros reclamam das condições das estradas no MA

Caminhoneiros que utilizam as rodovias no Maranhão reclamam da péssima situação das estradas e da piora das vias com o período chuvoso. O sul do estado, apontado pelos profissionais como a região com os trechos mais críticos, é cercado por fazendas de soja e milho e as estradas são as vias de escoamento da produção. O caminhoneiro Flávio Azevedo reclama da falta de manutenção e da qualidade dos produtos utilizados na hora de recuperar os trechos danificados. Segundo Azevedo, os prejuízos são altos. A situação já teria sido repassada para os órgãos responsáveis, como o Dnit – o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, mas sem solução, como aponta o presidente do Sindicato dos Taxistas e Caminhoneiros do Maranhão, Renato Medeiros. Mas a situação poderia estar pior. De acordo com o produtor e presidente do Sindicato Rural de Balsas, Jorge Salibi, o governo do estado disponibilizou uma série de maquinários para a manutenção das vias. Para ele, a situação já deveria ter sido resolvida há muito tempo, no caso da BR 324, por exemplo. O Dnit informou que a BR 324 ainda não foi construída. Ela consta no Plano Nacional de Viação […]
Facebook
Twitter
Instagram
6 de março de 2018

Tavares sobre governo Dino: “na propaganda é bonita, mas nossa realidade é cruel”

Parlamentar usou dados recentes do IBGE, que mostram que o Maranhão ficou mais pobre nos últimos três anos Sem citar nome, o deputado federal José Reinaldo Tavares (sem partido) direcionou críticas claras ao governador Flávio Dino (PCdoB), em artigo semanal publicado no Jornal Pequeno, nesta terça-feira 6. Há pouco mais de uma semana, Tavares se afastou de Dino, após o comunista ignorá-lo como pré-candidato ao Senado em 2018. Utilizando dados recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que mostrou que o Maranhão ficou mais pobre nos últimos três anos — ou seja, de quando Dino assumiu o comando do Palácio dos Leões pra cá —, Ze Reinaldo aponta sobre as ações do governo estadual: “na propaganda é bonita, mas nossa realidade é cruel”. Segundo o parlamentar, enquanto o estado é o mais atrasado do país e com os piores indicadores sociais, o governantes e as elites locais têm preferido “jogar a culpa em um grupo político, ao invés de chamar todos para somar esforços e encontrar a solução”. Abaixo, a integra do artigo de Zé Reinaldo:
Facebook
Twitter
Instagram
6 de março de 2018

O Brasil que quero: Rede Globo mostra Baixadeiro de Matinha-MA pedindo que impostos sejam usados em beneficio da população…

Onde estão sendo aplicados nossos impostos?  Rede Globo desmascara farsa da “mudança” do governo bolivariano de Flávio Dino. Mais impostos e menos retorno em benefícios. A realidade maranhense foi mostrada para o Brasil inteiro ver, desta vez não foram os “alugueis fantasmas”, hospitais desmantelados, agências bancárias explodidas, nem presos mortos em gaiolões, etc. Um jovem da cidade de Matinha-MA mostrando estradas totalmente destruídas duma cidade lembranda na cobrança de impostos, mas esquecida na aplicação dos recursos públicos. Da série de depoimentos que pergunta “qual o Brasil você quer para o futuro”, um conterrâneo de Matinha mostrou a realidade do Maranhão: o abandono de quem é explorado pelos governos nas cobranças de impostos. Acompanhe seu depoimento no vídeo:
Facebook
Twitter
Instagram
6 de março de 2018

Moradores de Paço do Lumiar protestam contra Domingos Dutra

Moradores do município de Paço do Lumiar, na Grande Ilha de São Luís, voltaram a protestar contra a péssima gestão executada pelo prefeito Domingos Dutra (PC do B). O comunista, que já responde a seis ações de improbidade administrativa movidas pelo Ministério Público do Maranhão, é o personagem principal de um manifesto, que foi distribuído na cidade e que circula nas redes sociais, revelando sua inércia nos setores da saúde, educação, infraestrutura e segurança pública, por exemplo. No panfleto, representantes dos grupos MPPL, Solidariedade, Desperta Paço e Luz do Povo relatam os vultosos recursos recebidos por Dutra no ano passado – que, segundo eles, superam a casa dos R$ 158 milhões – e que não foram investidos no cumprimento de promessas feitas durante a campanha, em 2016. “Cadê a UPA? Cadê a Maternidade? Cadê a reforma da Feira do Maiobão? Cadê o Portal da Transparência? Cadê os recursos do IPTU? ISS e da taxa de iluminação pública que tu ainda aumentou em 14%? Cadê a limpeza pública?”, cobraram os movimentos organizados. Na imagem que ilustra o panfleto, Domingos Dutra aparece transformado em uma espécie de rato. Uma espécie de alusão ao […]
Facebook
Twitter
Instagram