25 de julho de 2018

Candidatos às eleições poderão se cadastrar na plataforma a partir de 31 de julho no Facebook

  O Facebook anunciou nesta terça-feira, 24, que os candidatos que desejarem fazer posts patrocinados na rede social, como parte de sua campanha nas eleições de 2018, poderão se cadastrar na plataforma a partir de 31 de julho. O anúncio foi feito pela rede social durante evento com jornalistas em sua sede em São Paulo – na ocasião,a rede também divulgou novos recursos que pretende trazer para o período do pleito no Brasil. Depois de uma experiência traumática nas eleições americanas de 2016, quando foi utilizado para disseminar notícias falsas e sofreu influência de agentes ligados ao governo russo, o Facebook está tentando fechar o cerco e evitar problemas na forma como é usado em eleições. Aqui no Brasil, a empresa divulgou que apenas candidatos, partidos, coligações e seus devidos representantes poderão impulsionar publicações na rede social. Para isso, será necessário implementar medidas de segurança, como autenticação de dois fatores (como entrar na rede social com ajuda de uma senha e de um dispositivo remoto), enviar documentos de identificação e se comprometer com políticas antifraude. “Queremos que os políticos façam o máximo para não serem hackeados”, disse Katie Harbath, diretora […]
Facebook
Twitter
Instagram
24 de julho de 2018

FUNDAMENTALISMO VAI RETIRAR BOLSONARO DO 2º TURNO

A demanda por ordem e por combate à criminalidade, de um lado, e a oposição à esquerda e ao politicamente correto, de outro, tem levado parcela do eleitorado a optar pela candidatura de Jair Bolsonaro, identificado nele alguém que pensa igual. Em política não é a coincidência de diagnóstico que deve justificar o apoio e o voto, mas a real capacidade do candidato e sua equipe de resolver os problemas que a população considera prioritários. E Jair Bolsonaro, pelas razões a seguir, é o menos indicado, tanto para enfrentar os dois problemas (ordem e criminalidade), quanto para fazer o contraponto com a oposição e o politicamente correto.  Para supostamente resolver a demanda por ordem, a proposta de Bolsonaro consiste em perseguir e criminalizar as pessoas e movimentos que ele, com seu fundamentalismo militar, considera como bandos de desordeiros, vagabundos e preguiçosos. Já para combater a criminalidade, que também inclui pequenos furtos praticados por menores infratores, a receita é a mesma, ou seja, a repressão, a violência, a prisão e, nas palavras do candidato, o assassinato desses “bandidos” e “criminosos”. Ora, a violência só gera violência. Quanto mais repressor for o […]
Facebook
Twitter
Instagram
18 de julho de 2018

Em nova demonstração de descontrole, Ciro Gomes insulta promotor de ‘f.d.p.’

Além de xingar o promotor, Ciro ainda ameaçou limitar a atuação do Ministério Público. (Foto: Marcelo Chello) Em mais uma demonstração de descontrole, o pré-candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, xingou de “filho da puta” o promotor que o processa por injúria racial, em razão de outro destempero do político reagindo a criticas do vereador paulistano Fernando Holiday (DEM), que é negro, chamando-o de “capitãozinho do mato”. “Um promotor aqui de São Paulo Ciro resolveu me processar por injúria racial” – afirmou o pré-candidato durante evento na Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), demonstrando irritação e impaciência, sem justificar a ofensa ao vereador. “E pronto! Um filho da puta desse faz uma coisa dessas e pronto!”. Ciro ainda ameaçou limitar a atuação dos integrantes do Ministério Público, caso vença a eleição. “Ele que gaste o restinho de suas atribuições, porque se eu for eleito presidente essa mamata vai acabar”, prometeu. E curiosamente sustentou que “ninguém pode viver autonomamente, a lei é superior a todos nós”. “E isso é muito concreto. Então eu tenho a minha biografia, a minha honradez e porque viro candidato o camarada resolve me processar […]
Facebook
Twitter
Instagram
17 de julho de 2018

Brasil pode repetir francês Macron elegendo o 2º mais votado no 1º turno

Bolsonaro e Lula Foto: Reprodução Alta rejeição de líderes pode eleger 2º colocado no segundo turno O cruzamento de pesquisas de intenção de votos para presidente, em outubro, mostra que a liderança de Jair Bolsonaro (PSL) ou mesmo do inelegível Lula (PT) para presidente não os coloca com a mão na faixa. Com altos índices de rejeição, superiores à metade dos votos válidos, o mais provável é que se reproduza no Brasil o fenômeno das eleições presidenciais da França, onde o candidato que ficou em 2º lugar no primeiro turno acabou eleito presidente com votação consagradora. Como na França, no Brasil o 2º mais votado no primeiro turno tem tudo para unir eleitores e derrotar no segundo turno o adversário rejeitado. Com rejeição muito elevada, a ultradireitista Marine Le Pen foi derrotada pelos franceses simpáticos à esquerda até a centro-direita. Emmanuel Macron chegou ao segundo turno contra Le Pen com 23% do votos. Foi eleito com apoio consagrador de 65% dos eleitores. Levantamento do Paraná Pesquisas indica que ao menos 49,6% não votam em Bolsonaro, e 61,2% não votariam em candidato de Lula. A informação é da Coluna Cláudio Humberto
Facebook
Twitter
Instagram