OMS recomenda que máscara caseira tenha três camadas de diferentes materiais

Leandra Macedo, dona de casa e universitária que participa do projeto Máscaras S

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta sexta-feira (5) diretrizes atualizadas para o uso de máscaras não médicas, que podem ser feitas em casa, segundo critérios de proteção estabelecidos por estudos da própria entidade.

“Baseando-se em nova pesquisa, a OMS recomenda que as máscaras fabricadas (em casa) devem consistir de ao menos três camadas, de diferentes materiais”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, durante entrevista coletiva.

Ainda segundo as diretrizes divulgadas nesta sexta, as máscaras devem ter uma camada externa, com material resistente a água (impedindo a entrada ou saída de gotículas de saliva); uma camada mais interna, que absorva a água; e uma intermediária, para agir como um filtro. No site da entidade, há um vídeo com mais detalhes sobre o assunto.

A OMS diz que as máscaras devem ser usadas em locais com muita transmissão da Covid-19 e em situações que dificultem o distanciamento social, como o transporte público, sobretudo por pessoas com mais de 60 anos ou doenças pré-existentes.

As máscaras devem necessariamente cobrir o nariz, a boca e o queixo. É preciso colocá-la com as mãos limpas e evitar tocá-las durante o uso. Caso toque nelas, o usuário deve limpar novamente as mãos, recomenda a entidade de saúde.

Após o uso, o recomendado é retirar a máscara a partir das faixas laterais nas orelhas, sem tocar o centro dela, e lavar novamente as mãos depois desse procedimento.

Além de atualizar diretrizes, a OMS recomenda agora que profissionais de saúde em áreas com casos de novo coronavírus usem sempre máscaras durante o trabalho, mesmo que não lidem diretamente com pacientes da Covid-19.

De qualquer modo, o comando da OMS ressaltou na coletiva que o uso de máscaras não substitui outras medidas para conter a doença, como o distanciamento social e a higiene das mãos. “As máscaras em si não protegerão você da Covid-19”, disse Ghebreyesus, lembrando que elas funcionam mais para evitar disseminar a doença do que para não pegá-la.

Caso uma pessoa doente e isolada tenha que deixar o confinamento é crucial que ela use uma máscara médica. Além disso, pessoas que cuidam de um doente em casa devem usar apenas máscaras médicas se estiverem no mesmo ambiente, afirmou o diretor-geral.

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *