Maranhão recebe 107 profissionais do Programa Mais Médicos

Médicos atuarão em 63 cidades maranhenses

Cento e sete profissionais do Programa Mais Médicos desembarcaram, nesta quinta-feira (28), em São Luís. Os profissionais, que atuarão em 63 municípios maranhenses, estão substituídos os médicos cubanos.

“O Maranhão recebe os profissionais do programa de portas abertas. Nosso intuito é que todos possam atuar de forma integrada nas equipes da Estratégia Saúde da Família. Desejamos que cada comunidade receba os profissionais de forma acolhedora e feliz como ocorreu com os médicos cubamos”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

No estado, o total de vagas destinadas ao Mais Médicos são de 773. Dessas, 471 ficaram em aberto com a saída dos médicos cubanos. Uma parte deles, 17 no total, trabalharão por meio do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), unidade descentralizada do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SasiSUS). As vagas destinadas ao Mais Médicos no Maranhão vêm sendo preenchidas desde dezembro de 2018.

De acordo com a chefe do Departamento de Atenção à Saúde da Família da SES e coordenadora da Comissão Estadual do Programa Mais Médicos, Ana Carolina Fernandes, os médicos estarão atuando junto à Equipe de Estratégia Saúde da Família (ESF). “A Estratégia da Saúde da Família (ESF) trabalha com a prevenção e é feita dentro das unidades básicas de saúde (UBS). O intuito é ter maior proximidade com a população, beneficiando assim o tratamento e assistência”, disse.

A médica Andrea Rodrigues veio do Rio de Janeiro para trabalhar em Cururupu.

Natural do Rio de Janeiro, Andrea Rodrigues irá trabalhar na cidade de Cururupu. Ela se formou em Medicina na Bolívia e disse que adquiriu experiência na assistência médica em localidades caracterizadas pelo baixo desenvolvimento socioeconômico. “Poder participar do Mais Médicos aqui no Maranhão é ter a oportunidade de reviver o serviço que desempenhei na Bolívia. Estou bastante animada com o meu novo local de trabalho. Já ouvi falar do município, pesquisei sobre ele e tudo que vi me encantou e confirmou o meu embarque para cá”, destacou.

O médico Abimael Nascimento, que é da Bahia, irá atuar no polo indígena de Bom Jesus das Selvas. “Quando eu acessei o programa descobri que havia necessidade de trabalho com a população indígena. Tinha a opção de ir para o Amapá e o Amazonas, mas como eu sou nordestino eu dei preferência por ficar na minha região e trabalhar junto com os meus. Sei que o serviço será desafiador, mas é justamente isso que me motiva” disse.

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *