Academias ao ar livre em São Luís: vantagens e desvantagens

Academia ao ar livre na Praça do Letrado no Vinhais

A quantidade de academias ao ar livre em São Luís vem aumentando muito, mas existem vantagens e desvantagens em usar estes locais para treinar. A proposta desses espaços é incentivar a prática de atividades físicas e melhorar a qualidade de vida da população.

Resultado de imagem para academia pracas sao luis

Realmente as academias ao ao livre são um convite a se exercitar, equipamentos coloridos, diferentes, despertam nas pessoas no mínimo curiosidade para saber como funcionam. É lúdico, lembram o play-ground, os brinquedos dos parques destinados exclusivamente às crianças. Vendo por esse lado, as academias ao ar livre, aparentemente tem cumprido com o seu papel. Sempre que vejo alguma, está sendo usada por várias pessoas.

O modelo é novo, a ideia é antiga

Quem nunca viu em um parque ou na praia aqueles equipamentos feitos em madeira para se exercitar? Os mais comuns são barras fixas, barras paralelas, pranchas para abdominais, traves de equilíbrio e argolas. Alguns se assemelham àqueles circuitos militares.

Resultado de imagem para academia avenida litoranea sao luis

A ideia é a mesma e vem de um modelo que nasce em 1926, conforme o levantamento histórico feito pelos professores: Edison Francisco Valente e  Japson Macêdo de Almeida Filho. Posteriormente, a partir de 1960, com o Movimento Esporte para Todos esses espaços se multiplicaram.

Qual a relação entre o Movimento Esporte para Todos tem com as academias ao ar livre

Segundo Tubino, o Movimento Esporte para Todos teve vários sentidos e interpretações. O primeiro deles foi o da democratização da atividade física e da prática esportiva, sendo incorporado ao Esporte-lazer da Carta Internacional de Educação Física e Esporte da UNESCO, pelas suas características e espontaneidade. Na década de 1990 esse conceito se renova, compreendendo além do lazer, a promoção da saúde.

As academias ao ar livre são a maior representação de democratização das atividades físicas. Qualquer pessoa, em qualquer momento, sem custo algum, pode se beneficiar utilizando aquele espaço, tanto do ponto de vista do lazer quanto da saúde.

Academias ao ar livre: vantagens e desvantagens

A principal vantagem é ter um espaço público, atrativo, modernamente equipado para fazer exercícios que podem contribuir para o combate ao sedentarismo, ajudando na promoção da saúde da população.

A desvantagem é que não sabemos ao certo se o uso desses equipamentos oferecem algum tipo de risco de lesão.

Academias ao ar livre podem trazer riscos aos seus usuários

O texto publicado pelo Portal da Educação Física, “Academia ao ar livre: vale a pena?”, da Revista Época, faz esse tipo de questionamento. Sem dúvida esses espaços ajudam a sair do sedentarismo, mas e a qualidade das atividades feitas ali, será que realmente promovem a saúde?
A resposta só poderá ser dada se forem feitos estudos específicos sobre esses espaços, e essa não é só a minha opinião, mas também de Ribamar Galvão, atleta, personal trainer pelo que deu a orientação no Programa do Zé Cirilo na difusora que também sugeriu a Prefeitura de São Luís fazer concurso público para estes profissionais atuarem nas academias ao ar livre. O fato é que exercícios mal feitos e tênis não apropriados podem provocar lesões.

Tem sido bastante discutido entre os Profissionais de Educação Física sobre a falta de orientação profissional no uso das academias ao ar livre e os riscos de lesão, o próprio CONFEF, Conselho Nacional de Educação Física, defende a presença de profissional nesses espaços.

O que eu pergunto é, será que colocar profissionais de Educação Física nesses espaços resolve o problema? O próprio texto do Portal da Educação Física, mostra que nem fabricantes, nem Profissionais de Educação Física consultados sabem a função de alguns equipamentos. Como orientar os exercícios se sequer sabemos para o que servem?  Uma análise biomecânica se faz necessária, alguém já viu algum professor de musculação orientar sem saber para que serve o aparelho e o exercício? E de Pilates?

Se os profissionais desconhecem, imaginem os usuários? Apesar desses espaços serem largamente difundidos no exterior a grande diferença está na educação para o movimento que a população recebe lá fora. Mais uma vez digo aqui que se faz necessário uma Educação Física Escolar que realmente prepare as pessoas para se exercitarem com segurança, para saberem o que e porque estão fazendo. Se tivéssemos isso por aqui provavelmente só falaríamos das vantagens da academia ao ar livre e estaríamos realmente comemorando mais um espaço público para a promoção da saúde.

Uma boa Educação Física é aquela que permite ao aluno apreciar, usufruir e gerenciar a própria atividade. Essa é a verdadeira função do Profissional de Educação Física.

Facebook
Twitter
Instagram

1 Comentário

  1. JOÃO disse:

    eu como utilizador gosto demais, nao tenho nada a reclamar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *