Polícia desarticula grupo criminoso que desviou R$ 800 mil da saúde do MA

A Polícia Civil desarticulou, nesta quinta-feira (03), um grupo criminoso que, segundo as investigações, desviou cerca de R$ 800 mil dos cofres da saúde pública do Maranhão.

A operação foi deflagrada a partir de denúncia formulada pelo Instituto ACQUA, que possui contratos com o governo do estado para administrar oito hospitais públicos.

A empresa, ao descobrir o esquema, o denunciou as autoridades policiais.

A subtração de recursos públicos ocorreu através de um funcionário do Instituto, identificado como João Victor Santos Pinheiro, que era responsável pelo pagamento de funcionários e fornecedores.

O acusado teria aberto uma empresa fantasma para desviar o dinheiro.

Ano passado, a Polícia Federal, durante a Operação Pegadores, prendeu 17 pessoas acusadas de envolvimento em um esquema criminoso que teria desviado cerca de R$ 18 milhões dos cofres da Secretaria de Estado da Saúde.

Um dos detidos foi o médico Mariano de Castro Silva, que foi encontrado morto, ano passado, em seu apartamento localizado na cidade de Teresina.

O ACQUA divulgou, nesta tarde, nota pública relatando o caso – veja abaixo.

O Instituto ACQUA informa que, durante realização de auditoria de rotina, identificou o desvio de recursos próprios da Organização Social em transferências irregulares realizadas pelo ex-funcionário João Victor Santos Pinheiro.

Imediatamente, o Instituto efetuou a demissão do colaborador e acionou a Secretaria de Segurança Pública e a Secretaria de Saúde do Maranhão, que atuaram para a solução do caso.

O Instituto ACQUA ressalta que parte dos valores já foi devolvida pelo ex-funcionário, que confessou o desvio. Além disso, o Instituto adotará todas as medidas cíveis para o ressarcimento integral dos valores envolvidos.

Por fim, o Instituto reafirma seu compromisso com a transparência, o interesse público e o fiel e rigoroso cumprimento das leis.

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *