Vítima da trairagem comunista, Zé Reinaldo revela: “Não serei candidato pela chapa do Flávio, por falta de interesse dele”

O pré-candidato ao Senado Federal, Zé Reinaldo Tavares (sem partido), jogou a toalha. Assumiu de forma pública que não acredita mais na indicação do governador Flávio Dino (PCdoB), para ser o segundo senador da chapa. Em entrevista ao jornal O Imparcial publicada neste sábado (24), o ex-governador assume: “Pelo andar da carruagem não serei candidato pela chapa do Flávio, por falta de interesse dele. Não tem demonstrado interesse já há algum tempo”.

Após abdicar da vaga em 2014 em favor de Roberto Rocha (PSDB) e da aliança partidária que possibilitou a permanência do PSB na chapa, Zé Reinaldo Tavares era cotado como certo na disputa majoritária em 2018, porém outros personagens surgiram. Flávio Dino já anunciou Weverton Rocha (PDT) como o primeiro nome e Eliziane Gama (PPS), deve ser a segunda.

Apesar de afirmar estar fora da chapa de Flávio Dino, Zé Reinaldo mantém sua filiação ao DEM para o próximo dia 10 de março em São Luís com a presença de várias figuras nacionais, entre elas o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia.

Zé Reinaldo ainda disse: “Se Flávio não me quer, tem quem queira”. A fala em tom humorado pode esconder a habilidade do ex-governador que desconversa sobre uma possível aliança com o Grupo Sarney. Quanto a Roberto Rocha, ele classifica como uma pessoa que “me dou bem”. Porém nps bastidores é apontado que o pré-candidato ao Senado Federal também conversa com Eduardo Braide (PMN) e Hilton Gonçalo.

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *