Petistas da CNB podem desembarcar no governo Flávio Dino

Chocolate (de amarelo) pode ser o representante do coletivo no governo.

Petistas maranhenses que integram a corrente Construindo um Novo Brasil podem, em breve, desembarcar no governo Flávio Dino (PC do B) e selar, de uma vez por todas, apoio integral do partido ao projeto de reeleição do comunista.

A CNB é formada por militantes e políticos que, até o momento, defendem candidatura própria do PT ao Palácio dos Leões e que apoiam a pré-candidatura ao Senado do professor universitário Nonato Chocolate.

A chegada do coletivo no governo ocorreria como forma de dar mais espaço ao PT – beneficiando o grupo dissidente e garantindo apoio irrestrito a Dino — e seria executada no bojo da reforma administrativa que o governador promoverá em fevereiro devido a saída de secretários que irão disputar o pleito proporcional deste ano.

Flávio Dino já conta com o apoio do grupo ligado ao presidente estadual da sigla, Augusto Lobato, que, inclusive, exerce cargo comissionado no governo como assessor especial do comunista.

Augusto Lobato venceu, ano passado, o deputado estadual Zé Inácio na disputa pelo comando da legenda no Maranhão.

As conversações acerca da participação da CNB no governo ainda acontecem nos bastidores.

Zé Inácio, em contato com o editor do blog, preferiu usar de cautela.

De acordo com ele, existem especulações sobre o assunto desde o ano passado e ainda não foi feito nenhum convite oficial por parte do governador.

Nonato Chocolate ratificou as palavras do parlamentar afirmando que o martelo ainda não foi batido.

Porém, avaliou que pelo fato de Zé Inácio ser a principal liderança do coletivo e pertencer a base de apoio do governo, há uma aproximação inevitável.

Chocolate, inclusive, é apontado como principal nome da CNB para ocupar uma Secretaria de Estado na reforma administrativa que será executada.

“Ratifico minha pré-candidatura ao Senado. Mas sou soldado, homem de partido e irei para onde meu grupo indicar”, finalizou.

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *