Com humildade e trabalho, o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense faz retrospectiva de suas ações.

O Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM) é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, acima de quaisquer interesses pessoais dos seus associados, criada para ser um canal de interlocução com as diversas esferas do Poder Público, a fim de ajudar na superação das necessidades históricas da Baixada Maranhense.

Constituído em 16 de maio de 2015, o FDBM rege-se pelo seu Estatuto Social, observando, ainda, os preceitos da Constituição Federal, sobretudo os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

Nos dois anos e meio de existência, o FDBM coleciona desafios e conquistas. O ano de 2017 pareceu pequeno para tantas atividades. Ano em que forenses perderam entes queridos e nossa sociedade chorou junto, mas demonstrou solidez para seguir em frente, consolidando a sua missão de trabalhar em prol da Baixada.

Segue o resumo das atividades de 2017:

04/01 – Visita à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social – SEDES, a fim de obter informações sobre o Projeto Diques da Produção, ocasião em que tomou conhecimento do cronograma e constatou a organização e transparência do processo;
10/01 – Reunião da Câmara Temática da Educação, discussão sobre a implantação de Academias de Ciências, Letras e Artes nos Municípios da Baixada, em que ficou definido a minuta de Estatuto das academias e definida reunião com o município de Matinha;
05/02 – Pré-carnaval dos baixadeiros, apresentação do Bloco Piaba Maluka, na AABB, com o enredo “Diques da Baixada Já”;
12/02 – O FDBM repercute matéria veiculada no Jornal O Imparcial, de autoria de Flávio Braga, em que esclarece as razões pelas quais o Projeto Diques da Baixada é a principal bandeira de luta do Fórum da Baixada;
18/02 – O FDBM repercute o artigo “A Penúria da Rica Baixada” publicada no Jornal O Imparcial, de autoria de Flávio Braga;
11/04 – O FDBM repercute e parabeniza a eleição do forense Dr. Natalino Salgado, que foi eleito membro efetivo da Academia Nacional de Medicina;
26/04 – Membros do FDBM visitam empreendimento em Itans – Matinha;
21/06 – Reunião com o Senador Roberto Rocha, em que o parlamentar avisou aos forenses que a Codevasf entrou com o processo de contratação de cerca de R$ 7,4 milhões em serviços voltados para o projeto, sendo R$ 3,6 milhões para a elaboração do Estudo de Impacto Ambiental e de seu respectivo relatório e 3,8 milhões para os serviços de levantamento cartográfico e o início das obras está previsto para o segundo semestre de 2018;
04/07 – Reunião sobre a implantação da Academia de Artes, Ciências e Letras do Município de Matinha, em que foram definidas as datas de cada ação;
06/07 – O FDBM repercute o artigo de Nonato Reis “Baixada Maranhense e o Instituto Histórico”, com a perspectiva de incluir em seu planejamento ações para implantação do instituto;
20/07 – Reunião no Palácio dos Leões sobre Edital da FAPEMA sobre a cadeia produtiva da mandioca e da meliponicultura;
29/07 – Participação na implantação da Academia Matinhense de Artes, Letras e Cultura – AMCAL. O Fórum da Baixada sente-se orgulhoso em fazer parte dessa conquista;
19/08 – Assembleia Geral do Fórum, para eleição da nova Diretoria, com mandato para o biênio 2017/2019;
22 a 24/08 – Participação no III Congresso Maranhense de Consórcios Públicos Intermunicipais, realizado no auditório Fernando Falcão, da Assembleia Legislativa do Maranhão, promovido pela Federação Maranhense de Consórcios Públicos Intermunicipais (Femaci) e demais parceiros;
30/08 – Reunião de Diretoria, para definição de nivelamento, ações e projetos para o ano em curso e regras para os grupos;
06/09 – Reunião com o Superintendente da Codevasf, para tratar da chegada de técnicos de Brasília, para fazer vistoria in loco de áreas de inserção dos Diques da Baixada;
11/09 – Reunião com técnicos da Codevasf, para definir vistoria aos municípios de Bacurituba e Cajapió, em que o Fórum da Baixada enviará expedicionários;
12 a 15/09 – Expedição do Fórum às áreas de inserção dos Diques da Baixada, participaram os forenses Antônio Valente e Expedito Moraes, acompanhando técnicos da Codevasf aos municípios de Bacurituba e Cajapió;
25/09 – Visita ao Gabinete do Deputado Baixadeiro Raimundo Cutrim (PCdoB), o parlamentar será o autor do Projeto de Lei que tornará de Utilidade Publica
17/10 – Reunião de Diretoria, para fins de relatório dos expedicionários, análise de conjuntura e outros informes;
25/10 – Reunião específica para tratar da expedição à área de inserção dos Diques da Baixada em Viana;
27/10 – Aprovada a Lei Estadual nº 10.704/2017, que o considera de utilidade pública o Fórum da Baixada Maranhense;
30/10 – Aprovação do Projeto de Lei Municipal nº 217/2017 que considera o Fórum da Baixada de utilidade pública;
03/11 – Visita à Cooperativa Agroecológica dos Meliponicultores da Baixada Maranhense – COAMEL, com sede em Peri-Mirim, constatando que o empreendimento possui instalações adequadas, carecendo de investimento para o funcionamento adequado;
14/11 – Lançamento do Livro Ecos da Baixada, o evento foi antecedido de muitas entrevistas dos ecoeiros em rádios, jornais e televisão, bem como a publicação de artigos na imprensa. Conforme relatos, foi o dia que “a Baixada parou a Avenida dos Holandeses;
18/11 – Participação no Empório Social, na Praça da Árvore no Cohatrac – São Luís, em que se discutiu a participação da sociedade no cuidado com os bens públicos;
19/11 – Expedição para acompanhar a X Expocapril em Bequimão, com o apoio do Sebrae, em que assistimos a aulas de empreendedorismo, trato de caprinos e ovinos, bem como visitamos a construção da estrada e ponte Central -Bequimão, em companhia de Tonho Martins. Sendo considerada por todos, como uma das melhores expedições;
24/11 – Participação na Semana Escolar sobre Revitalização dos Rios, evento organizado pela Codevasf;
02/12 – Expedição para lançamento do Livro Baixada em São João Batista, com a presença de eocoeiros do município e visita ao Porto da Raposa;
04/12 – Participação no lançamento dos livros Serões da Baixada no Maranhão e nas Asas de um Colibri, de Gracilene Pinto, que utilizam o selo FDBM;
06/12 – Reunião de trabalho para a construção do site do Fórum da Baixada;
08/12 – Participação na AgriTEC de Cururupu, com passagem pelo Banco do Brasil de Mirinzal, em que o Gerente Wilson Penha adquiriu o Livro Ecos da Baixada para disponibilizar aos funcionários;
15/12 – Confraternização dos Forenses, sendo considerada uma “noite mágica”, com boa música e homenagem aos forenses: Antônio Valente, Flávio Braga, Nélio Júnior, Luiz Moraes e Valmir Abreu, às instituições parceiras (Sebrae e AMCAL), aos radialistas Jersan Araújo e Carlos Henrique, aos casais forenses: Andreia e Flávio, Concita e José Maria, Estela e Ferreira, Binha e Maninho, Marlilde e Alexandre e Zezé e Léo; Condecoração da Rainha das Expedições, Leuzanira Furtado e solenidade de filiação de novos forenses;
18/12 – Participação no I Encontro de Fóruns Regionais de Secretários de Municipais de Agricultura, em que se discutiu a elaboração de uma carta, a fim de consolidar a luta pela municipalização da Agricultura;
22/12 – Atendendo a convite, participação na festa de confraternização do Senador Roberto Rocha, ocasião em que foi repassado um vídeo com informações sobre os Diques da Baixada;
23/12 – Divulgação de que o site do Fórum está em teste: http://fdbm.org.br
E assim concluímos mais um ano, que possamos enfrentar os desafios do ano vindouro com união, coragem, coerência, tendo como norte os princípios da igualdade, da fraternidade e da Justiça.

Feliz 2018 para todos.

Facebook
Twitter
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *